Redes ao Mar ! – (Mt 13, 47 – 48)

O Reino, diz Jesus, é como a rede que o bom pescador atira ao mar; ela afunda nas águas, lentamente, e começa, entre cantos, o arrastão.

Os peixes, lá no fundo se debatem, fazendo espumejar as águas verdes.

Depois, centenas deles, sobre a areia, se agitam com reflexos cor – de – prata.

Os pescadores chegam sorridentes e o trabalho começa: é a grande escolha…

Os peixes grandes, bons e saborosos são postos em vasilhas apropriadas; os pequenos, porém, “raia miúda”, peixes que ninguém compra, ninguém quer, são desprezados e atirados fora!

Assim vai suceder quando chegar esse grande arrastão do fim do mundo, em que os peixes são homens e mulheres que povoaram os mares desta vida e que a rede da morte irá colher. Na imensa praia azul da eternidade, há de surgir o grande Pescador para a escolha final e decisiva: os bons para o Reino da Felicidade, enquanto os maus serão todos jogados, devolvidos às águas turvas, às águas poluídas da maldade em que nadaram, sempre, a vida inteira !.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s